Últimas notícias do Brasil e do mundo, sobre política, economia, emprego, educação, saúde, meio ambiente, tecnologia, ciência, cultura e carros. Vídeos dos telejornais da TV Globo e da GloboNews.
VÍDEOS: Jornal Liberal 1ª Edição de terça-feira, 7 de fevereiro de 2023

Assista às reportagens e entrevistas do dia Assista às reportagens e entrevistas do dia
Tue, 07 Feb 2023 17:15:45 -0000
Caneta de R$ 40? Atriz viraliza com queixa sobre lista de material escolar; saiba o que pode ou não ser pedido

Lei diz que as escolas não podem cobrar, dos pais ou responsáveis, itens de uso coletivo, ou seja, aqueles que serão utilizados por todos os estudantes ou que beneficiarão toda a comunidade escolar. A regra vale para escolas particulares ou públicas. A atriz Laila Zaid resolveu "lavar a roupa suja" no Instagram e criticou a escola dos filhos por pedidos da lista de material escolar que ela considerou abusivos. "Caneta Posca? Só podem estar de sacanagem. A caneta custa R$ 40 reais! Não vou comprar!", afirmou a atriz, ressaltando que o filho que usaria a caneta tem apenas 3 anos. O tipo de caneta citado por Laila, que é utilizado por ilustradores e artistas, foi apenas um dos itens criticados pela atriz, que ainda reclama da falta de reciclagem de materiais já usados no ano anterior. Initial plugin text Mas afinal, o que as escolas podem ou não solicitar na lista de material escolar. Especialistas já consultados pelo g1 não apontam restrição a itens como uma caneta específica, mas ressaltam que os pedidos devem ser coerentes com a faixa etária. Veja mais abaixo: A legislação brasileira determina que as escolas não podem cobrar, dos pais ou responsáveis, itens de uso coletivo, ou seja, aqueles que serão utilizados por todos os estudantes ou que beneficiarão toda a comunidade escolar. A regra vale para escolas particulares ou públicas. Pincéis para lousa, por exemplo, são considerados materiais de uso coletivo, já que seu uso favorece todos na sala de aula. Cadernos, no entanto, são materiais de uso individual, ou seja: cada estudante precisa ter o seu. Não existe uma lista definitiva de materiais cuja exigência é proibida, mas a Lei Federal 12.886/2013, que começou a vigorar em 2014, determina a nulidade de qualquer "pagamento adicional ou [ao] fornecimento de qualquer material escolar de uso coletivo dos estudantes ou da instituição, necessário à prestação dos serviços educacionais". O advogado especialista em direito do consumidor David Guedes explica que pais ou responsáveis podem questionar as escolas caso tenham dúvidas a respeito dos materiais pedidos. Guedes sublinha que pais e responsáveis têm o direito de saber como cada material pedido será utilizado pelo estudante em suas atividades pedagógicas e podem se opor à exigência, caso discordem do que a instituição de ensino disser. "É preciso se atentar a situações fora do comum. Itens que não têm a ver com a faixa etária ou as atividades desenvolvidas. Pedir um compasso para uma criança no jardim de infância, por exemplo." O advogado afirma que é preciso levar em consideração a realidade pedagógica dos alunos e relacionar os itens solicitados pela escola com as atividades executadas pelos estudantes. Lista de material escolar Arte g1 Abaixo, veja seis dicas para economizar na compra do material escolar: 1. Reutilizar Muitos dos materiais utilizados pelos estudantes funcionam por prazo maior do que um ano letivo: lapiseiras, tesouras, estojos e apontadores são alguns exemplos. É recomendado identificar quais os materiais o aluno ou aluna já tem e que estejam em boa conservação. O mesmo vale para livros, dicionários e apostilas de apoio, que podem ser comprados usados por valores menores do que os novos. 2. Comparar preços e produtos A boa e velha pesquisa de preços, apesar de cansativa, pode te levar longe, e lojas que estão cobrando mais ou menos por um mesmo item, por exemplo. Também é possível comparar marcas, especificações e condições de pagamento. Há uma série de ferramentas on-line que podem ajudar nesse processo, como Buscapé e Zoom. 3. Buscar ofertas e vantagens Muitas lojas oferecem descontos para compras em grandes quantidades, então reunir um grupo de pais ou responsáveis para ir às compras no atacado pode se provar vantajoso. Também vale fazer uma busca por cupons de desconto ou itens em promoção. Na hora do pagamento, uma dica valiosa é perguntar se há desconto para pagamento por PIX ou à vista, que muitas lojas (online e físicas) oferecem. 4. Evitar produtos com personagens Itens ilustrados com personagens de filmes, desenhos animados, jogos ou quadrinhos costumam ser mais caros. Esses produtos, apesar de preferidos pelas crianças, carregam o valor do licenciamento das marcas e, portanto, têm o preço mais salgado. Há quem prefira até mesmo deixar as crianças em casa na hora de ir às compras, para evitar a pressão dos pequenos na hora da escolha. 5. Avaliar lista Pais e responsáveis devem estar atentos à lista de materiais escolares que as escolas fornecem. O estudante não pode ser obrigado a comprar itens de uso coletivo e nem ser proibido de participar de atividades pedagógicas por não ter os materiais necessários para realizá-la. 6. Exigir nota fiscal Atenção: o preço praticado no cartão de crédito deve ser igual ao cobrado à vista. Exija a nota fiscal detalhada, com discriminação dos produtos adquiridos, marca, preço individual e total. Também se informe sobre prazos de garantia e política de trocas. Com material escolar mais caro, pais usam criatividade para economizar
Tue, 07 Feb 2023 17:15:22 -0000
VÍDEOS: NE1 de terça-feira, 7 de fevereiro de 2023

Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de Pernambuco. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de Pernambuco.
Tue, 07 Feb 2023 17:14:52 -0000
Refugiada síria que veio ao Brasil para fugir da guerra descobre que perdeu parentes em terremoto: 'Caiu um prédio em cima deles'
Os primos que morreram ainda eram crianças: tinham um ano e três anos. Eles moravam na casa onde Razan também vivia, até 2014, quando deixou a Síria. 'É muito difícil o que está acontecendo lá. Ver a família morrer, ver os prédios caindo', lamenta ela. Sírios e turcos que moram no Brasil aguardam notícias de parentes e amigos Já passa de 5,4 mil o número de mortos na Turquia e na Síria depois dos terremotos desta segunda-feira (6), de acordo com autoridades dos dois países. Mais de 16 mil socorristas trabalham nos escombros para tentar encontrar sobreviventes - 8 mil pessoas já foram retiradas de prédios e casas em ruínas. Enquanto as chances de achar alguém com vida diminuem a cada hora, no Brasil, muitas pessoas das comunidades síria e turca seguem aguardando por notícias de parentes e amigos que moram nas regiões atingidas pelos terremotos. Uma delas é Razan Suliman, refugiada da Síria. Foi pela foto do perfil de um primo que ela soube que tinha perdido parentes no terremoto que atingiu Alepo. “Aí mandei mensagem, liguei para ele, e ele informou que os irmãos faleceram lá junto com a mãe, que caiu um prédio em cima deles”, conta. Os primos que morreram ainda eram crianças: tinham um ano e três anos. Eles moravam na casa onde Razan também vivia, até 2014, quando veio ao Brasil para fugir da guerra. “Por causa da guerra - aqui uma parte, aqui outra parte, Estado Islâmico e governo - não tem como você chegar. Cada um tomando conta de um lugar. Não tem como você entrar, é perigoso", explica. Sírios e turcos que vivem aqui no Brasil relatam que a maior dificuldade hoje é a comunicação com parentes e amigos que estão na Síria e na Turquia. Como muitas regiões atingidas pelos terremotos estão sem luz, água e telefone, eles não conseguem informações sobre o que está acontecendo, o que só aumenta aflição. “É muito difícil o que está acontecendo lá. Ver a família morrer, ver os prédios caindo”, lamenta Razan. Haluk e Zeynep são turcos e vivem no Brasil há 5 anos. Eles têm uma filha que mora no sudeste da Turquia. Ela estava em um prédio com marido e dois filhos quando o edifício desabou e a família toda ficou por 17 horas nos escombros, mas saiu com vida. “O governo, o Estado, ainda não conseguiu chegar com apoio e resgaste. Então, as pessoas estão tentando se virar com o que conseguem. Minha filha, meu genro e meus netos estão dormindo no carro, porque está muito frio e não consegue entrar nas casas que ainda estão em pé por medo de caírem de novo. Estamos rezando para que mais pessoas saiam com vida", relata Haluk.
Tue, 07 Feb 2023 17:13:22 -0000
Chuva acumulada no mês de janeiro em Montes Claros é quase o dobro da registrada no mesmo período do ano passado

No levantamento solicitado pelo G1, indica que em 2022, foram 192,9 milímetros de chuva no primeiro mês do ano. Já em 2023, foram 327,2 milímetros, o que contabiliza um aumento de 41% no volume. Montes Claros registrou quase o dobro de chuva em janeiro de 2023, comparado ao mesmo período do ano passado Marina Pereira/g1 A chuva acumulada no mês de janeiro em Montes Claros é quase o dobro da registrada no mesmo período do ano passado, segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). No levantamento solicitado pelo g1, indica que em 2022, foram 192,9 milímetros de chuva no primeiro mês do ano. Já em 2023, foram 327,2 milímetros, o que contabiliza um aumento de 41% no volume. Os dados, no entanto, mostram que a quantidade de dias chuvosos foi praticamente igual comparando com o ano passado: foram 15 dias com chuva igual ou acima de 1 milímetro em janeiro 2023, e 13 dias em janeiro de 2022. A meteorologista do Inmet, Anete Fernandes, explica que essa alta na precipitação tem a ver com o fenômeno climático La Niña. Segundo a especialista, a recorrência de chuva vem do estabelecimento do transporte de umidade para a região amazônica, Centro-Oeste e Sudeste. “Esse aumento das chuvas nos últimos anos, principalmente na faixa Norte de Minas, está diretamente associado a La Niña. Nós estamos sob a atuação deste fenômeno desde 2020, e deve se configurar até o meio do ano. Mas, normalmente, em anos de Lã Nina, durante o período chuvoso, forma com maior frequência o canal de umidade entre a região amazônica e as regiões centro-oeste e sudeste, que favorece a formação das zonas de convergência do Atlântico Sul, as acas. Então, na primavera, as acas se configuraram e atuaram preferencialmente entre o Sul da Bahia, Norte de Minas e Espírito Santo. O primeiro episódio atuou no centro-sul de Minas, mas o segundo, mais para o final de janeiro, atuou novamente para o Norte de Minas”, explanou. A meteorologista enviou o levantamento do volume de chuva acumulada mensal no mês de janeiro dos últimos quatro anos, em Montes Claros. VOLUME DE CHUVAS EM MONTES CLAROS NO MÊS DE JANEIRO LEIA TAMBÉM O fenômeno La Niña está de volta: o que isso significa para o clima do Brasil e da região Como os fenômenos El Niño e La Niña afetam o clima no mundo O que é a La Niña? Os fenômenos La Niña e El Niño são as duas fases opostas do mesmo padrão climático, conhecido entre os cientistas como El Niño-Oscilação Sul (Enso). O Enso é um fenômeno natural em que a temperatura superficial no Oceano Pacífico, próximo da Linha do Equador, se altera. E isso tem consequências importantes para o clima ao redor do planeta. O El Niño é a fase quente e geralmente aparece primeiro. Ele ocorre quando as condições de pressão do ar mudam, enfraquecendo os ventos alísios no Hemisfério Sul do Pacífico. Assim são conhecidos os ventos que costumam soprar de leste a oeste naquele oceano, desde regiões subtropicais de alta pressão até zonas equatoriais de baixa pressão. Os ventos alísios transportam águas superficiais quentes da zona equatorial da costa da América do Sul em direção à Ásia, do outro lado do Pacífico. Isso faz com que as águas das profundezas, que são mais frias, subam em direção à superfície. Mas quando esses ventos enfraquecem, ou sopram na direção oposta, eles carregam água quente do Sudeste Asiático para a América do Sul. O La Niña é justamente o oposto: quando os ventos alísios são muito fortes, a subida das águas frias profundas é acelerada e a temperatura do mar cai abaixo do normal. É por isso que o La Niña é considerado a fase fria do fenômeno. Vídeos do Norte, Centro e Noroeste de MG Veja mais notícias da região em g1 Grande Minas.
Tue, 07 Feb 2023 17:06:18 -0000
Sine oferece 254 vagas de emprego em Natal e mais três cidades nesta terça (7)

Além da capital, oportunidades são para Assú, Mossoró e Currais Novos. O Sistema Nacional de Empregos do Rio Grande do Norte (Sine-RN) divulgou nesta terça-feira (7) 254 vagas de empregos nas cidades de Natal, Mossoró, Currais Novos e Assu. Sine oferece 254 vagas de emprego em Natal e mais três cidades nesta terça (7) Reprodução/Internet Segundo a Secretaria Estadual de Trabalho e Assistência Socila (Sethas), para concorrer às vagas, o interessado deve se cadastrar no Portal Emprega Brasil ou pelos aplicativos Sine Fácil e Carteira de Trabalho Digital, que podem ser baixados nos smartphones. O maior número de oportunidades é para vendedor interno em Natal, com 100 vagas, e servente de obras em Assu, com a mesma quantidade de postos de trabalho. Segundo o governo, todas as oportunidades estão sujeitas a alteração. Veja o número de vagas por município Natal e Região Metropolitana Cozinheiro de restaurante - 1 Encanador - 1 Mecânico - 1 Torneiro mecânico - 2 Vendedor interno - 100 Vendedor pracista - 5 Mossoró Costureira em geral - 2 Encanador - 1 Encarregado de almoxarifado - 1 Pedreiro - 1 Servente de obras - 3 Vendedor pracista - 1 Assu Instalador fotovoltaico - 30 Servente de obras - 100 Currais Novos Analista de documentação - 1 Minerador no garimpo - 3 Representante técnico de vendas - 1 Veja os vídeos mais assistidos no g1 RN
Tue, 07 Feb 2023 17:05:20 -0000
Prefeitura de Duque de Caxias confirma quinta morte após acidente de ônibus em MG

Felipe Gabriel Silva de Souza, 16 anos, estava internado no Hospital Adão Pereira Nunes e morreu após sofrer uma parada cardiorrespiratória. A morte foi constatada às 0h30 dessa terça-feira (7). Felipe Gabriel, de 15 anos, morreu de parada cardiorrespiratória Reprodução/Arquivo Pessoal A Prefeitura de Duque de Caxias confirmou nesta terça-feira (7) a quinta morte após o acidente com ônibus do time Esporte Clube Vila Maria Helena na BR-116. Felipe Gabriel Silva de Souza, 16 anos, estava internado no Hospital Adão Pereira Nunes e morreu após sofrer uma parada cardiorrespiratória. A morte foi constatada às 0h30 dessa terça-feira (7). O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Duque de Caxias. Dois feridos receberam alta: Darlan Gonçalves França, de 17 anos, e Ícaro Morais Pereira, de 16 anos. Victor Júnior Silva do Nascimento, de 16 anos, permanece internado. Andrey, Kaylon, Thyago e Diogo: vítimas do acidente com um ônibus em Minas Gerais Reprodução/Redes sociais Além de Felipe, morreram: Diogo Coutinho Vilar, de 18 anos Kaylon da Silva Paixão, de 13 anos Andrey Viana da Costa, de 15 anos Thyago Ramos de Oliveira, de 15 anos Esta reportagem está em atualização.
Tue, 07 Feb 2023 17:03:15 -0000
Mais de 15 vagas de emprego são oferecidas nos shoppings de Mogi e Suzano; confira

Destaque é para o setor de vendas, com oito oportunidades. Há vagas para pessoas com ou sem experiência. Vagas são destinadas para pessoas com 18 anos ou mais nos shoppings de Mogi e Suzano Cristina Requena/Divulgação Lojas dos shoppings de Mogi das Cruzes e Suzano contam com diferentes oportunidades para quem procura por uma colocação no mercado de trabalho. Ao todo são 18 vagas de emprego oferecidas nesta terça-feira (7). As oportunidades são destinadas para pessoas com ou sem experiência e maiores de 18 anos. Os interessados devem procurar os estabelecimentos de acordo com o descritivo de cada vaga. Mogi das Cruzes O shopping de Mogi das Cruzes oferece 13 oportunidades de emprego para diferente níveis de escolaridade. Para mais informações sobre as vagas disponíveis, o interessado deve acessar o site do shopping de Mogi. O Mogi Shopping fica na Avenida Vereador Narciso Yague Guimarães, 1.001, com horário de funcionamento das 10h às 22h. Outros detalhes podem ser consultados por meio do telefone 4798-8800. Suzano O shopping de Suzano oferece cinco vagas para maiores de 18 anos com ou sem experiência para as áreas de vendedor, gerente e atendente. Para mais informações sobre as vagas disponíveis, o interessado deve acessar o site do shopping de Suzano. O Suzano Shopping fica na Rua Sete de Setembro, 555, Jardim dos Ipês, e funciona das 10h às 22h. Para mais informações o telefone para contato é 2500-7940. Vagas de emprego nos shoppings de Mogi e Suzano Assista a mais notícias sobre o Alto Tietê
Tue, 07 Feb 2023 17:02:29 -0000
Casal com filha de quatro anos no carro é preso com 42 kg de maconha em Uberlândia

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o casal estava transportando 45 tabletes de droga no porta-malas. Casal é preso com 42 kg de maconha e com filha de quatro anos no carro em Uberlândia Um casal foi preso transportando 42 kg de maconha, enquanto estava com a filha de quatro anos no carro, na noite de segunda-feira (6), em Uberlândia. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que o casal estava transportando 45 tabletes da droga no porta-malas. Compartilhe no WhatsApp Compartilhe no Telegram Segundo a PRF, o casal não informou de quem seria a droga, apenas disse que estava fazendo o transporte da carga. Por conta da apreensão, o casal foi preso em flagrante por tráfico de drogas, associação com o tráfico e corrupção de menores, por estar com a filha durante o crime. O homem e a mulher foram encaminhados para a delegacia de Polícia Civil, junto com a droga apreendida. A criança acolhida pelo Conselho Tutelar. A reportagem tentou contato com o conselho, mas as ligações não foram atendidas. Foram apreendidos 45 tabletes de maconha em Uberlândia. Divulgação/PRF VEJA TAMBÉM: Castigos exagerados contra crianças e adolescentes são investigados em casa de acolhimento em João Pinheiro Homem interrompe culto, chuta carro, agride pastora e é preso após bater na companheira em Patrocínio Como está o buraco gigante do Chile seis meses depois? Entenda 📲 Confira as últimas notícias do g1 Triângulo e Alto Paranaíba 📲 Acompanhe o g1 no Instagram e no Facebook VÍDEOS: veja tudo sobre o Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas
Tue, 07 Feb 2023 17:02:28 -0000
Carnaval de Salvador: Confira programação atrações gratuitas no circuito do Centro
Ao menos 27 atrações gratuitas se apresentarão no Circuito Osmar (Campo Grande) durante os sete dias de carnaval de Salvador. Timbalada, Léo Santana, Tiago Aquino, Claudia Leitte, Danniel Vieira, A Dama, Psirico, Xanddy Harmonia, Kannário e Gerônimo são algumas delas. Neste ano, a Prefeitura de Salvador tenta fortalecer as atrações do Centro. Uma das principais novidades do carnaval deste ano será o projeto Cole no Centro que terá entre outras atrações, um palco na Barroquinho, uma Arena do Samba, Coreto de Orquestras, uma versão do Furdunço, além dos tradicionais encontros de trio. Veja abaixo as atrações do circuito e dos projetos: Circuito Osmar Léo Santana; Psirico; Xanddy Harmonia; Igor Kannário; Gerônimo com Buzanfan; Claudia Leitte; Lincoln Sena; Danniel Vieira; Escandurras; A Dama; Mudei de Nome; Thiago Aquino; Nêssa; CBX Samba Club; Juan e Ravena; Pagodart; Ed City; Mambolada; O Poeta; Sarajane; Targino Godim; Fit Dance; O Kannalha; Afrocidade; Parangolé; Timbalada; Alinne Rosa; Oh Polêmico.
Tue, 07 Feb 2023 17:01:49 -0000

This page was created in: 0.02 seconds

Copyright 2023 Oscar WiFi

This website or its third-party tools use cookies, which are necessary to its functioning and required to achieve the purposes illustrated in the cookie policy. By closing this banner, scrolling this page, clicking a link or continuing to browse otherwise, you agree to the use of cookies. If you want to know more or withdraw your consent to all or some of the cookies, please refer our Cookie Policy More info